terça-feira, 4 de maio de 2010

Estou desiludido com minha igreja! Como eu sei que é tempo de sair?


"Pastor Bruno, acompanho as suas matérias no portal Guia-me e vejo coerência em muitas coisas que o senhor escreve. Desde minha conversão em 99, passei por três ministérios diferentes, e prefiro não falar o nome deles aqui, mas no começo tudo era muito bom em cada um, mas a medida que me envolvi com os "bastidores", com os pastores presidentes dessas igrejas percebi como as pregações estavam longe da prática de vida deles, também reconheci que nestes anos o que lhes interessa é mesmo "tosquiar" as ovelhas, a grana delas, seus bens e sua participação no ministério, depois destes 10 anos de conversão acho que sofri mais decepções do que realizações, anseio viver a "tal" da vida plena que a Bíblia diz, mas já não agüento mais procurar uma igreja, ao mesmo tempo não quero mais ficar onde estou...estou desiludido, é tempo de sair?"



Rodrigo Silva Sasamoto - Paraná


Querido Rodrigo; Graça e Paz de Jesus Cristo sobre a tua vida!


Essa sempre é uma decisão difícil, pois uma igreja não é apenas o pastor, são também irmãos, amigos, gente boa, gente necessitada, e tempo, muito tempo investido na igreja, em cursos, em retiros etc. Muita coisa valorosa envolve uma decisão desta. Por isso sair não é tão simples.
Muitas pessoas vivem esse dilema em muitos lugares hoje. Sabem que seus guias, são "guias de cegos" movidos por motivações escusas. Líderes que usam pessoas para galgarem posições sociais, que desprezam pessoas para ficarem com estruturas, que amam mais as coisas do que os necessitados. Gente que confunde medo e chama esse medo de submissão. Precisamos entender que comunhão não é prisão e nem masmorra.
Quando você "permanece" (pois o seu coração já saiu faz tempo) nestes lugares é perigoso, pois a sua mente pode ficar cauterizada, endurecida, e principalmente ferida com aquilo que você vê e percebe. Um grande pregador português chamado Antonio Vieira dizia o seguinte: "A Palavra de Deus na boca de um diabo é sempre palavra do Diabo".


Quero que você reforce a sua saída ou permanência desse ministério atentando para as seguintes coisas:


1- Veja se essa igreja usa o Evangelho "contra" Jesus. Pois se o evangelho não é usado para transformar pessoas, mas apenas para "adestrá-las na visão" daquele ministério, então é evangelho do diabo.


2- Se a motivação dessa igreja é somente crescer a qualquer custo, ter um nome de projeção midiática, mesmo que seja necessário enganar, defraudar e machucar as pessoas, então essa igreja é sinagoga de Satanás.


3- Se ninguém nessa igreja é mais especial que o seu líder, nem possui mais discernimento do que o presidente do ministério, isso é usar os aparatos do Diabo em nome de uma "unção" de Deus.


4- Se essa igreja trabalha sobre os sustentáculos da barganha e da politicagem com Deus, determinando regras e vociferando palavras de ordem ao Criador, então não é igreja, é hospício de espíritos alucinados.


5- Se nessa igreja existem aqueles líderes que se calam diante da perversidade do pastor presidente e depois dizem a você: "Puxa, pegaram pesado com você, mas saiba que eu não concordei!" Isso não é igreja, mas um Sinédrio, como aquele que oficializou a morte de Jesus em Israel. Isso é dissimulação.


6- Se nessa igreja o compromisso da liderança é apenas com ela mesma e com aquilo que pode lhe dar "alguma COI$A", então meu amigo saiba, você jamais colherá figos de espinheiros.


Espero ter ajudado você a sair ou a ficar. Que Deus lhe abençoe ricamente em Cristo Jesus.


Pr. Bruno dos Santos

Fonte: http://www.guiame.com.br/








Um comentário:

Michelle - Garota do blog disse...

Venha fazer uma visita em Michelle - Garota do blog basta acessa aqui! www.mrp1313.blogspot.com