sexta-feira, 7 de maio de 2010

Adoração que mata


Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome. Hebreus 13:15



Esta semana pude constatar, através de uma afirmação, aquilo que eu já temia há bastante tempo. Aconteceu em um e-mail que recebi de uma amiga, que é mãe de cantora, espantada e triste:


- Infelizmente, hoje, nenhum pastor ou líder quer contratar cantor ou pastor em sua igreja se este não levar bastante público.


É verdade. Chegamos a este lamentável ponto. Hoje o louvor e a adoração ao Senhor se medem pela aceitação humana, pela comparação de cachês, pela performance ou por quem tem mais força na mídia, entre outras coisas. Já se vai (não generalizando) o tempo em que a música do Reino era algo sublime e sincero, em que o único interesse era agradar a Deus e ser a oferta e eco da nossa vida de santidade, que tem sede de exaltá-lo, glorificá-lo, adorá-lo.
Tempo em que os ministros de louvor eram vocacionados por Deus e não fabricados por gravadoras, como são hoje. Munidos de um "evangeliquês" e chavões decorados, com músicas encomendadas e "mantras" que mais levam as pessoas a se hipnotizarem e condicionarem (Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. Romanos 12:1) do que a adorarem com consciência e sinceridade, sabendo exatamente que estão prestando culto ao Senhor e não cantando para serem abençoadas.
A bênção de Deus já existe e é dada em amor para os que são Seus; é promessa e está na Palavra (Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo... Efésios 1:3). Louvar e adorar são nossas funções, pois fomos criados para isso. E não existe essa de "louvar para ganhar" mas sim "louvar por amar", e amar com toda a nossa alma, mente e coração ao Senhor.
É triste como, em nome de "moveres" e "interesses humanos", muitos líderes impõem suas "verdades e vontades", levando ao adultério os corações, apontando para focos errados sem se importar o que isso possa acarretar na vida espiritual dos seus liderados e ovelhas (Assim, como já dissemos, e agora repito, se alguém vos prega evangelho que vá além daquele que recebestes, seja anátema. Gálatas 1:9). Estão maculando o sentido puro e vivo deste ministério de louvar e adorar, que nasceu no coração de Deus para nós e que necessitamos exercê-lo com verdade e amor, pois sem isso Deus não aceita, não recebe.


O verdadeiro louvor traz a presença de Deus e sua presença liberta, cura, restaura, edifica, mostra o caminho a seguir e firma os passos na verdade que é a Sua palavra.
O fato de alguns cânticos cantados hoje em dia nas reuniões não terem embasamento bíblico mostra a quantas anda o reflexo destes na vida das pessoas. Sem a Palavra não há vida e sem a vida de Deus em nós estamos mortos em nossos delitos e pecados (Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados. Efésios 2:1). É por isso que o maior interesse acaba se convertendo ao comércio dos louvores e artistas, porque a vida de Deus não move o desejo do nosso coração. Pensamos que estamos vivendo a plenitude de Deus, mas estamos morrendo "secos" por cantar aquilo que não traz a vida e, assim, nossas reuniões acabam se tornando meras aglomerações onde não acontecem milagres de vida pela presença manifesta do Senhor em nós.


Se existe jeito? Sim. Tem jeito. É preciso que os líderes, grandes responsáveis por esta falta de foco, se rebelem contra este sistema e comecem a direcionar o povo de Deus que está sobre sua responsabilidade ao verdadeiro sentido da adoração na casa do Senhor. Comecem a usar a Palavra de Deus como único referencial, sem ter medo de perder ou ganhar membros, e convidem somente aqueles cantores e pastores que mostrem vida através de seus testemunhos, e assim não se curvando a nada que não seja a vontade de Deus para os seus liderados, fazendo prevalecer a vida do Senhor em muitas vidas, custe o que custar.


Agindo assim, não agradando a homens, mas sim a Deus, poderemos prosseguir certos de que o Pai estará recebendo o nosso louvor. Não estaremos mais mortos, e sim vivos, manifestando uma adoração verdadeira como frutos de lábios que confessam o Seu nome.


Em Cristo,


Pr. Marcos Góes






Um comentário:

Fabiana Miranda disse...

OLÁ BENÇAO...QUE VOCE CONTINUE NESSE PROPOSITO DE SERVIR AO SENHOR,SE DEIXANDO SER CANAL ABENÇOADOR,BOCA DE DEUS AQUI NA TERRA..NAO EXISTE NADA MAIS GOSTOSO E GRATIFICANTE QUE SERVIR AO PAPAI DO CÉU NAO É MESMO???BOM DEMAIS...ELE É MUITO LINDO,MEU AMADO,AMADO DA NOSSA ALMA.ESPERO QUE POSSAMOS SER INSTRUMENTOS,E SEMPRE COMPARTILHAR DESSE AMOR TAO PURO E VERDADEIRO,E QUE PREENCHE NOSSA ALMA NOS TRAZENDO REFRIGERIO E PAZ.E DESEJO LEVAR A TODOS OS CORAÇOES FERIDOS E SEDENTOS DO AMOR DE DEUS A VERDADE DA PALAVRA,QUE NOS LIBERTA,PURIFICA E NOS FAZ NOVA CRIATURA.E POR ISSO SERA UM PRAZER TER VOCE EM MEU BLOG,CANTINHO QUE PAPAI DO CEU ME DEU PARA EU EXPRESSAR UM POQUINHO DO MUITO QUE ELE TEM FEITO EM MINHA PRECIOSA VIDA,E ESPERO DE TODO MEU CORAÇAO QUE POSSA TE ABENÇOAR,TRAZENDO ALGO NOVO AO SEU CORAÇAO.
www.jesusarqueeurespiro.blogspot.com
Com carinho..um grande beijo em seu coraçao!!

Fabiana.